ANÁLISE DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE ESTUDANTES DO ENSINO BÁSICO EM PORTUGAL

Por Roosevelt S. Fernandes, Maria da Conceição Monteiro Silva, Valdir José de Souza, Ana Besteiro, Luciano Abelheira, Marta Oliveira, Olga Madanelo, Paula Ribeiro, Nuno Lança, Sónia Fonseca

Em Janeiro de 2007 (Lisboa), durante a realização das XIV Jornadas Pedagógicas da Associação Portuguesa de Educação Ambiental / ASPEA, em um grupo de trabalho coordenado pelo Núcleo de Estudos em Percepção Ambiental / NEPA, da Faculdade Brasileira / UNIVIX, Vitória, Espírito Santo, Brasil, foi apresentada e aprovada uma proposta de pesquisa nos moldes daquela realizada no Brasil para a Coordenação Geral de Educação Ambiental do Ministério da Educação / MEC (2006). A pesquisa visava analisar a percepção ambiental de alunos do Ensino Básico, em Portugal. A pesquisa teve como foco aspectos ligados à “cidadania ambiental” e “uso racional da água”, envolvendo preferencialmente alunos dos quinto e oitavo anos, uma vez que, entre outros objetivos, pretendia-se avaliar a evolução do nível de percepção ambiental entre os alunos dos dois segmentos amostrados. A pesquisa, desenvolvida com a coordenação do NEPA, envolveu 1034 alunos, de 10 escolas, distribuídas por 7 concelhos em Portugal e um em Moçambique, com a participação direta de 37 professoras(es) que aplicaram diretamente os instrumentos da pesquisa a seus alunos. Para um intervalo de confiança de 95%, os resultados da pesquisa sobre “cidadania ambiental” estão associados a um erro, para mais ou para menos, de 3,05%, enquanto a pesquisa sobre “uso racional da água” a um erro de 3,55%. Esta pesquisa pode ser considerada como pioneira em Portugal, sendo que seus resultados são de grande importância para o conhecimento de educadores e gestores públicos ligados à temática da Educação Ambiental.

Download: PESQUISA PORTUGAL VERSÃO FINAL

Os comentários estão desativados.